Google Home Na Automação Residencial

Todos sabem que o mundo da tecnologia, robótica e automação evoluem a todo o momento e nós estamos cada vez mais inseridos nessa realidade, e quem não se adaptar irá ter grandes problemas nos próximos anos que se seguem daqui para frente. A automação de processos e de equipamentos já uma realidade há alguns anos, porem ainda pouco acessível para grande parte das pessoas devido ainda ao alto custo para sua implantação em ambientes automatizados.

Nesse segmento de automatização de equipamentos quem ganha cada vez mais atenção do público é a área de automação residencial que nada mais é do que automatizar processos mecânicos e eletrodomésticos dentro da nossa casa para facilitar nossa vida.

O único problema da automação residencial é que temos que ter um controle geral para comandar as funções e processos que nossos equipamentos irão executar, mas para isso precisamos estar sempre por perto desse controle geral para ativar ou desativar algum eletrodoméstico.

Mas que tal se você não precisasse ficar sempre colado no controle geral?

Que tal se você apenas dissesse em alto e bom som o que fazer e sua casa automaticamente faria o que dissesse?

Lembram-se do filme do homem de ferro? Que tal ter uma casa como a dele com um assistente de voz igual ao Jarvis para executar seus pedidos? Seria ótimo não é mesmo? 

Esse sistema já existe e está disponível para ser utilizado em nossos lares. São os famosos assistentes de voz como o Google Home ou o Amazon Echo.

Esses sistemas de automação por voz, uma vez devidamente conectados aos nossos equipamentos ou ao nosso atual sistema de automação residencial podem ajudar e facilitar nossa vida ainda mais. Basta apenas dizer a esses assistentes do que devem fazer e eles farão. Simples assim.

Agora uma pergunta. Qual desses dois assistentes de voz é melhor? O Google Home ou o Amazon Echo? Vamos fazer uma análise completa sobre esses dois equipamentos fantásticos e no final da análise vamos dar o resultado de qual é o melhor custo benefício para você!

>

Google Home ou Amazon Echo? Qual é Mais Inteligente?

Eis a questão, qual deles é melhor? Google Home ou Amazon Echo? Ambos têm características bem similares, porem tem uma coisa que praticamente já coloca o Google Home no topo do ranking. Essa qualidade é a capacidade de entender de forma lógica o que você pergunta alem de responder com precisão e com um grande poder de detalhes na hora da resposta. O Google Home ganha de lavada no quesito inteligência em comparação com o assistente de voz da Amazon. Em questão de inteligência o Google é superior a tudo que tem no mercado.

A Alexa até responde a maioria das perguntas, mas ainda falta algum tipo de aprendizado de máquina que permita que ele entenda o contexto da pergunta criando assim uma relação com perguntas anteriores referentes ao mesmo assunto.  Já o Google Home faz toda essa relação gravando um histórico de perguntas que você já havia feito anteriormente, o que torna as respostas sobre determinado assunto cada vez mais completas as habilidosas e contextuais por parte do assistente. 

Em nossa sincera opinião antes mesmo de entrarmos em outros aspectos como preço, design, qualidade de som e etc, o quesito “entendimento e inteligência” por parte do assistente é de vital importância para sua satisfação.

Mas tudo vai da necessidade do usuário, por que ao mesmo tempo em que o Google Home é mais inteligente ele é mais limitado na questão da compatibilidade com outros dispositivos. Já o Amazon Echo tem uma infinita gama de dispositivos compatíveis e uma enorme loja com mais de 900 aplicações para você usar. A única diferença entre eles é que o Amazon Echo é mais “robótico” do que o Google Home.

Como último aspecto imbatível é que o Google Home já chegou à versão em português aqui no Brasil em meados de Abril de 2018, já o Amazon Alexa ainda não entende português e a previsão de chegar ao Brasil em português é em meados de 2019.

Google Home vs Amazon Echo – Design

No quesito design o Google Home sai perdendo para o Amazon Echo. Isso por que a Amazon caprichou na textura de seus produtos realmente pensando em todo contexto do ambiente.  Temos revestimento de madeira, metálico e com diversas texturas para combinar com qualquer tipo de ambiente dando um ar atraente de luxo junto com o conforto da automação por voz.

O Google Home continua sendo o top de linha de assistente quando falamos de outros fatores mais técnicos, mas a parte de decoração e luxo de um ambiente mais decorado ele deixa um aspecto “estranho” ao ambiente, isso por que não combina com nada.

Sendo assim o aspecto visual, dependendo do ambiente em que o Google Home será deixado pode dar um ar estranho e deselegante em comparação com os outros móveis e utensílios que estão ao redor do Google Home.

Google Home vs Amazon Echo - Assistente de voz

O Google Home não é o top de linha de linha por acaso. Ele até tem um preço maior nas suas primeiras versões, mas vale a pena o investimento pelo simples fato de ter um “terapeuta” e sua inteira disposição 24 horas por dia na sua casa. Estamos brincando o termo de terapeuta devido à inteligência e capacidade de entendimento que o assistente possui diante das perguntas e diante das nossas necessidades.

O Google Home é integrado à arquitetura geral do Google, e esse é motivo que ele é tão versátil e inteligente, sempre entendendo o contexto e realmente conversando com você sobre qualquer assunto que exista na sua biblioteca. O próprio algoritmo do assistente é sensível ao contexto, dessa forma você terá uma conversa mais natural ao invés de ficar dando comandos frios e diretos para a execução de tarefas automatizadas na sua casa.

O Google Home se integra a toda sua conta do Google que você usa no celular ou no computador. Vamos supor que você tem uma reunião agendada e você programou essa reunião no Google Meet, que é uma aplicação que agenda reuniões. Ai você na correria do seu dia acaba esquecendo-se dessa reunião.

Mas seu assistente não se esquece de e alem de consultar a data ele ainda busca rotas no Google Maps calculando o tempo que você vai precisar para chegar a tempo para sua reunião que você nem lembrava que tinha.

Vamos supor que sua reunião é as 10:00 da manhã e de acordo com o assistente o tempo para sair da sua casa e chegar no local da reunião seria de duas horas. Pois bem, o assistente do Google Home vai acordar você duas horas antes do horário da reunião para você ganhar tempo e não perder a hora.

Tudo isso seu assistente fará sozinho uma vez que esteja sincronizado com sua conta no Google. Ele calcula tudo para que você não perca nenhum compromisso na correria do seu dia.

Agora se você fosse agendar essa reunião com o Amazon Echo você iria precisar inserir o evento no aplicativo Alexa, juntamente com o endereço do local da reunião, sem o endereço o assistente somente iria lembrar você da reunião na hora exata da reunião.

Isso acontece por que o Alexa é capaz de entender comandos simples de automação e não ser seu terapeuta pessoal como o assistente do Google Home faria. Sem falar que a base e mecanismo padrão de pesquisa do assistente é o buscador BING, que não tem um banco de dados de informações tão completos e sincronizados como o Google possui, dessa forma a consulta a informações fica de certa forma limitada.

Em contrapartida o Alexa tem uma loja com mais 900 aplicativos cheio de habilidades que permitem realizar muito mais funções do que o Google Home poderia fazer. Importante lembrar que ambos os dispositivos permitem cadastrar diversos usuários para serem identificados pelo assistente de voz.

Integração Smart Home na Automação Residencial

A função básica de termos um assistente de voz integrado ao nosso sistema de automação residencial é atender nossas principais necessidades, porem algumas pessoas são fanáticas e fiéis aos dispositivos do Google, e também podem optar por um sistema de comunicação mais inteligente e integrado. Ambos assistentes permitem que você combine seus dispositivos, seja na sala apenas dizendo o comando “acenda as luzes da sala de estar”, por exemplo, e permitem combinar várias tarefas em um único comando de voz.

Controle de casa inteligente é uma das principais razões para comprar um desses assistentes de voz, permitindo que você, por exemplo, acenda as luzes ou controle a temperatura do seu termostato usando apenas a sua voz, sem ficar se perguntando toda hora onde você colocou o celular ou o controle geral de automação.

Tanto o Google Home quanto o Echo se conectam a TVs usando seus bastões de streaming associados. Se você comprar um Chromecast ou um Fire TV Stick , poderá avisá-lo para abrir o Hulu ou reproduzir um programa. O Google Home tem uma grande vantagem de conteúdo: ele se integra ao YouTube, que continua aparecendo e desaparecendo do Amazon Echo Show devido a uma disputa de poder entre o Google e a Amazon.

Para definir qual tipo de assistente é o melhor para você, você precisa se perguntar quais são suas reais necessidades na hora de automatizar sua casa com sistema de voz. Se você quer maior facilidade para administrar dispositivos com comandos diretos e simples a nossa recomendação é comprar o Amazon Echo, isso por que ele é bem mais flexível e tem uma grande gama de equipamentos que podem ser reconhecidos e integrados ao seu sistema de automação. O Google Home ainda falha um pouco nesse quesito de compatibilidade de dispositivos domésticos, mas está melhorando. 

Outra coisa grande vantagem do Amazon Echo é a possibilidade de integração de rotinas personalizadas, ou seja, você pode integrar vários equipamentos ou sistemas da sua casa em um único comando e apenas dizer esse comando ao assistente que ele irá fazer o que estava programado no comando que você criou. Legal né?

Por exemplo, se você for sair de casa você não precisa se preocupar em desligar o ar condicionado, o computador, a televisão, seu sistema de iluminação e etc...basta apenas dizer um único comando pré-programada que o Amazon Echo irá desligar tudo de uma só vez. O Google Home também tem essa função, mas ainda é bem limitada, mas de acordo com a equipe técnica eles já estão realizando atualizações para melhorar esse quesito.

Ambos os produtos suportam os maiores nomes do mundo das casas inteligentes, incluindo o termostato Nest, as luzes Samsung SmartThings e Philips Hue. Enquanto o Google está expandindo o suporte para dispositivos domésticos inteligentes, a Amazon é o padrão de fato e é mais amplamente suportado. Antes de comprar qualquer produto, confira quais habilidades domésticas inteligentes estão disponíveis e se seus dispositivos têm suporte.

A Amazon deu mais um passo no sentido de dominar a casa inteligente, com sua reformulação de aplicativos. Em vez de apenas listar quais dispositivos domésticos inteligentes você possui, alguns podem agora ser controlados a partir do aplicativo, como ativar suas luzes de Matiz e definir seu nível de brilho. Isso, em teoria, faz do Echo e do Alexa o centro da sua casa inteligente, com várias maneiras de controlar seus dispositivos.

Em termos de controle geral, o Amazon Echo é melhor para a maioria das residências inteligentes, com mais dispositivos compatíveis e uma variedade maior de opções de controle.

Mas se você prefere ter um assistente de voz mais inteligente e interativo, que realmente converse com você quando você estiver em casa o Google Home é implacável nesse quesito. Ainda precisa de algumas implementações de compatibilidade, mas ainda sim é implacável. Sem falar que desde Abril o Google Home entende português, já o Amazon Echo somente entende inglês e isso causa uma grande perda de mercado na America latina, mas ainda sim ele ganha devido a diferença de preço em comparação ao Google Home. A previsão de lançar uma nova versão do assistente da Amazon em português é para o ano de 2019, mas vamos aguardar.

A qualidade de voz é excelente tanto no Google Home quanto no Google Home Mini, batendo com facilidade a melhor opção de viva-voz em qualquer smartphone. As chamadas podem ser feitas para qualquer contato em seu catálogo de endereços ou para números de telefone encontrados em resultados de pesquisa locais, como um restaurante para viagem. De maneira inteligente, o Google Home pode atrair contatos diferentes com base no usuário que ele reconhece, para que cada pessoa em sua casa possa fazer suas próprias chamadas para as pessoas que conhece.

Devido a grande facilidade de ser compatível com uma grande gama de equipamentos e o preço mais acessível o Amazon Echo domina 50% do mercado, deixando apenas 30% para o Google Home. No começo do lançamento das primeiras versões a diferença de preço entre um assistente e outro era imensa, mas como a Google viu que estava perdendo mercado para a Amazon lançou o Google Home mini para competir com o Amazon Echo dot. Ambos podem ser encontrarmos por aproximadamente R$ 250,00.

Google Home vs Amazon Echo - Conclusão

Ambos são ótimos produtos, e a escolha entre eles provavelmente se resume ao que você quer fazer. O Google Home é mais natural para conversar e um pouco mais inteligente. Se você está procurando um assistente pessoal, é a melhor escolha. A integração do Cast com o Google é excelente para qualquer pessoa com um Chromecast ou com alto-falantes compatíveis com o Google Cast.

Dito isso, a Echo tem uma ampla gama de alto-falantes, incluindo o sofisticado Echo Show com tela. Embora o Alexa seja um pouco mais complicado de se conversar, sua enorme variedade de habilidades significa que o Echo pode fazer mais do que o Google Home pode. A gama mais ampla de habilidades domésticas inteligentes também torna o Echo melhor se você quiser controlar sua casa. Adicione as chamadas de dispositivo a dispositivo do Echo e isso aumenta as apostas novamente. Para a maioria das pessoas, a Echo fará mais do que você deseja.

Fonte de Pesquisa

Vamos Mudar Seu estilo de vida?

Venha conhecer nosso showroom! Está cheio de inovações e novidades ao vivo e a cores para você se sentir dentro da sua nova casa!

Mas se preferir entre em contato agora mesmo com nossa equipe técnica e agende uma visita para orçamento sem compromisso!

Conheça as maravilhas que a tecnologia pode fazer na sua vida e mude totalmente seu modo de fazer as coisas.

Solicite um contato Agora!